Pesquisar este blog

3 de set de 2009

La Pasiva

Pausa pros engraçadões fazerem piada sobre o nome La Pasiva.



Então. La Pasiva é uma cadeia uruguaia de restaurantes. Cardápio focado, obviamente, na culinária do país. Portanto, lá encontra-se muita parrilla e tibitos. Par... who? Tibi.. what? Eu explico.

Vocês podem ouvir alguns menos informados dizerem que Parrilla é um tipo de churrasco que a galera faz na Argentina e no Uruguai. Errado. Parrilla define a forma de preparar carnes, jamais sendo espetadas, sobre uma enorme grelha (e o nome desta grelha é justamente parrilla). Isso nunca vai ser churrasco, pois no churrasco a carne é exposta diretamente ao fogo, em espetos ou sobre grades - este último método sendo usado em muitos lugares exclusivamente fora do Rio Grande do Sul.

E tibitos, pelo menos no La Pasiva, são basicamente sanduíches com filet mignon.

Tá, agora que a nomenclatura foi definida, vou falar hoje sobre uma parrilla apresentada no menu como sugestão do chef, e um outro dia sobre um tibito.

Maminha ao molho de mostarda com batatas ao creme
Q? Maminha parrillada, servida com molho de mostarda e acompanhada por batatas laminadas assadas, com molho a base de creme.
Quanto? R$17,90
Onde? La Pasiva

+ A quantidade de carne! Três fatias bem grandes e grossas. Sem contar que ela veio no ponto ideal, como nota-se na foto ali em baixo. O molho tem espessura excelente para carnes e tem sabor bem acentuado de mostarda. Vem até com alguns grãos de pimenta, pros chili addicts. E a batata ali... putz, ótima sob todos os aspectos! Não chega a ser uma batata ai funghi do Kappa, mas é no mesmo estilo - sem o funghi.

- O molho poderia ter um pouquinho mais de sal, já que ele está ali para agregar mais sabor às fatias grossas da carne. A batata veio numa porção muito pequena. E também, alguns pontos de decoração: mano, pra quê salpicar coloral nas bordas do prato? E aquele semi-ramo de salsa ali? Exagero, né?

Afinal, vale a pena? SIM! Mas um sim com muita força. Carne ser servida nessas quantidades é difícil encontrar (talvez no Outback), ainda mais nesse preço (jamais no Outback). E a carne é de qualidade e é extremamente bem preparada. Recomendo muito, muito mesmo.

Avaliação:
Photobucket

4 comentários:

  1. Cara de mto boa, pena que não tem esse lugar aqui em SP

    ResponderExcluir
  2. Adoro o blog!

    Sobre a quantidade de carne: nos países do cone sul (Argentina, Chile e Uruguai)é bem comum que as porções de carne sejam generosas. Mesmo no Chile, onde carne não é barato, como na Argentina, as porções sempre são grandes. Nunca vi um bife em nenhum dos três países que não tivesse pelo menos 3 centímetros de altura.

    beijo!

    ResponderExcluir
  3. Primeira vez que passo por aqui e, sério, a-m-e-i o blog! Li não sei quantas páginas de arquivo!
    Parabéns!

    ResponderExcluir