Pesquisar este blog

30 de ago de 2010

Bolo Colorido

No meu aniversário (que foi há duas semanas atrás) eu decidi não fazer bolo de morango, como eu faço ou ganho todo ano. Só que eu não sabia do quê fazer. Daí lembrei de um post do blog da Bruna, que por sua vez me lembrou um post no Marketing na Cozinha, e então não tive mais dúvida: o bolo do meu aniversário seria colorido! E eu vou passar aqui o incrívelmente difícil passo a passo de como fazê-lo.

Faça alguma massa branca para bolo. Eu fiz de baunilha, por ser de sabor neutro e ir bem com qualquer cobertura/recheio. Divida a massa no número de cores que você quiser colorir seu bolo.

Com corante para uso culinário, "pinte" cada parte da massa de uma cor.

Coloque as massas de diferentes cores em uma forma untada. Essa é a parte divertida, porque você pode tentar fazer desenhos, ou simplesmente se divertir tentando dividir igualmente as cores (sim, minha vida é deprimente). Então é só levar ao forno seguindo as instruções da receita do bolo, rechear, cobrir e decorar (se você quiser), e...


...seu bolo colorido está pronto!

>> Procure fazer uma massa que não fique muito líquida, que vai resultar partes coloridas bem separadas. Em caso de dúvida, mistura pronta pra bolo geralmente resulta numa massa bem cremosa.
>> Já que você comprou corante pra fazer a massa, e obviamente não usou tudo, bate um chantilly, pinta ele também e faz uma cobertura colorida!
>> Esse bolo eu recheei com doce de leite (a.k.a. lata de leite codensado cozida na pressão, que pra mim é o melhor doce de leite que existe.)
>> Fiz esse bolo sem lembrar que eu estava fazendo... 24 anos.
>> Vão te perguntar como você fez, se fez vários bolos de cada cor e depois cortou e montou (juro), se já comprou assim, etc. Daí você, claro, vai falar que viu aqui no Eat N' Tell e vai dar o endereço do blog pra pessoa aprender como faz, certo? =)

24 de ago de 2010

Café da manhã - AM/PM

Sabem aquelas lojas de conveniência que a galera adora parar de noite pra comer um hambúrguer de micro-ondas e comprar uma garrafinha de Ice a mais? Então, meu pai me disse que na do posto aqui perto de casa eles estavam com buffet de café da manhã a um preço bom, e uma boa variedade de coisas... entusiasta por café da manhã que eu sou (vocês devem lembrar que eu fiz uma sessão uma época só com resenhas de café da manhã), fui logo no dia seguinte ver qualé que era.

Chego no posto Ipiranga, entro na AM/PM e me deparo com isso:

Não é exatamente a minha idéia de FARTURA né, mas ok, fiz meu primeiro pratinho, e vamos ver se a comida é boa.

Aí tem: Suco de melão, bolo de fubá, meia fatia de abacaxi, fatias de queijo e presunto, pães de queijo, cuca de goiaba, pão francês integral e margarina.

+ O bolo estava ótimo, assim como o pão.


- Tinha muito pouco suco de melão, sem gelo, na jarra. Que, inclusive, era o único tipo de suco que tinha quando eu cheguei (uns 15 minutos depois chegou uma jarra de suco de laranja). O abacaxi também era a única fruta, e estava quente. Os pães de queijo estavam frios, e quando eu fui usar a faquinha que eu peguei pra cortar o pão:


Ta-da! Desastre. Só tinha faca sem serra, que destruiu o pão em vez de cortá-lo.

Ou seja: puta falta de sacanagem esse buffet. Primeiro que galera não sabia o que significa "reposição". Eu já trabalhei com café da manhã de hotel, que é bem mais movimentado que esse (tinha eu e só mais um cara lá comendo) e tem uma variedade bem maior também, e mesmo assim nunca faltava nada. Não vou reclamar da variedade, pois um preço baixo meio que limita o número de opções, mas existem coisas básicas que estavam faltando, como leite frio. Enfim... terrível.

Quanto? R$7,90
Onde? AM/PM, presente nos postos Ipiranga. Não sei quais são as lojas que oferecem esse serviço, mas a que eu fui encontra-se na Rua Jurubatuba, em São Bernardo do Campo.

Afinal, vale a pena? Óbvio que não. Existem lugares na mesma faixa de preço, com serviço MUITO melhor, como na The House e que oferecem uma variedade maior, e sem problemas com a reposição.

Avaliação:





Próximo post: como fazer Bolo Colorido!

8 de ago de 2010

Sanduíche de Frango-poró com Requeijão

Vamos lá: o que é requeijão?

a) um queijo-creme branco, vendido em copinhos de plástico
b) um queijo sólido para corte, porém cremoso quando derretido
c) a volta do queijo grande (re-queijão... ahn ahn?)
d) mingau de maisena sabor polenguinho

E acertou quem respondeu... letra B! O nome dado ao produto da letra A é o requeijão cremoso, daqueles que você encontra aos montes no supermercado (que na verdade estão quase com a definição da letra D). Mesmo não sendo o mais comum, o requeijão mesmo é um queijo vendido em blocos, que você pode cortar e comer com pão, seja derretido ou frio mesmo.

É mais encontrado no interior de São Paulo e sul de Minas... alguns você até pode comprar com torrõezinhos de queijo, já que ele é feito cozido. Tipo esse que meu pai trouxe de MG:


Daí esse bloco de requeijão estava aqui e eu não sabia o que podia fazer com ele... pensei em um sanduíche... de preferência algo que equilibrasse um pouco, pois requeijão (tanto o cremoso quanto esse) é uma das maiores bombas que existem entre os alimentos.
Dei uma olhada na geladeira e nos armários, peguei umas sobras de alho poró, roubei um pão integral da minha vó, e a receita criada na hora foi:

Em um fio de azeite, refogar um pouco de alho-poró fatiado com uma pitada de sal.

Grelhar um filé de frango temperado (eu usei sal, pimenta-do-reino branca, salsa e cebolinha)

Entre duas metades de um pão integral, colocar fatias de requeijão.

Colocar o filé de frango e a quantidade desejada (sem exagero) de alho-poró sobre o requeijão. Levar ao micro-ondas por 30 segundos e consumir imediatramente.

>> O requeijão pode ser substituído por catupiry, ou cream-cheese.
>> Eu usei pão integral no formato do francês, mas obviamente pode-se usar o em forma, fatiado, que é mais fácil de encontrar.
>> Eu fiz o frango em uma chapa de ferro, já que eu não tenho grelha em casa (e aceito uma de presente, meu aniversário é em uma semana), mas também pode-se usar uma boa frigideira de teflon, com pouquíssimo óleo. Não, não fica mais saudável ou menos se você usar se soja, de oliva, de canola ou de girassol.
>> Deve-se tomar cuidado com a quantidade de alho-poró pois ele tem sabor forte e pode roubar a cena. Uma colher de sopa é mais do que o suficiente.

Bom apetite! Me tuítem dizendo se fizeram e gostaram!

1 de ago de 2010

Empanadas - El Guatón

Quando eu morava fora, e andava com um monte de argentinos, eu ouvia muito falar de empanadas. Na primeira vez achei que fosse tipo um... bife empanado, ou algo assim. Depois de muita explicação, num inglês difícil, que eu fui entender que empanadas não são nada mais do que aquilo que nós brasileiros chamamos de... pastel de forno!

Porém, obviamente, depois de conhecer de verdade as empanadas (saudades das aulas na cozinha, viu?) que eu fui ver que não é bem assim. Na Argentina elas são mais facilmente encontradas fritas, tipo assim e no Chile a galera faz ela assada, com uma massa diferente, mais fina.

Eis que outro dia a minha amiga Mel sugeriu um esquenta em um lugar que vendia empanadas chilenas, e eu visualizei pauta na hora. Graças à Milena, que tirou as fotos quando eu estava sem a câmera (nota mental: preciso de um celular com câmera... também conhecido atualmente como simplesmente "celular").

Empanada de carne
Q? Segundo o cardápio: Massa fina, recheio temperado com carinho. Beleza então, né?

Quanto? R$5,00
Onde? El Guatón
Rua Artur de Azevedo, 906
Pinheiros – São Paulo
Tel.: (11) 3085-9466, (11) 3807-9647

+ Massa realmente bem fininha, crocante e leve. A empanada é grandinha, e com bastante recheio. No recheio tem azeitonas pretas e ovo cozido. E o tempero, além de carinho, tem sabor leve de comida Tex-Mex.

- Acho que a massa poderia ter um pouco mais de sal.

Afinal, vale a pena? Estrondosamente! Estou louco pra voltar lá e experimentar as com queijo. Sem contar o lugar, que tem um ambiente ótimo, aconchegante, e o dono é realmente chileno. Ou seja, sabe o que faz.

Avaliação:
Photobucket