Pesquisar este blog

3 de out de 2013

Bonheur de Pains - Croissant

Ah, a gourmetização de tudo. Antes as padarias eram pra comprar pães e doces. Então, começaram a servir refeições. Não muito depois elas se tornaram megastores pra quem procura todo tipo de coisa gastronômica, sofisticada e extremamente cara, e.. ah, tem uns pães também, de qualidade medíocre (como é o exemplo da deplorável Bella Paulista). E então chegamos onde estamos hoje, na época das padarias onde você não encontra nada além de...? Pães! E Doces! Mas não é mais padaria, é Boulangerie.


E a Boulangerie mais perto da minha casa fica a uma distância confortavelmente caminhável, ali na Alameda Santos, do lado da Avenida Brigadeiro Luís Antonio. Chama-se Bonheur de Pains (algo como "Pão Felicidade" em francês - se eu estiver errado me corrijam), e lá dentro você encontra vários tipos de francesices da panificação e confeitaria: pain au chocolat, tarte tatin, e, óbvio: o croissant. Hoje eu comprei um sem recheio pro café da manhã.

"Sem recheio?! Alôca, né Clayton?"
É, amigo. Sem recheio. O croissant geralmente é sem recheio. Sabe porque a maioria dos que a gente encontra por aqui tem queijo, pesunto, frango com mingau de maizena e até sashimi dentro? Porque a massa do croissant brasileiro é RUIM. Não é croissant de verdade. Galera faz uma massa de pão fininha e seca, enrola e assa com recheio, pra ficar engolível depois de pronto. Ou seja? Por isso mesmo que eu quis avaliar o sem recheio do lugar, pra ver se eles podem ter toda essa pompa metida a rococó.


Infelizmente não estava quentinho, mas estava fresco e macio. Tem um sabor notável de manteiga, que inclusive estava no limite aceitável de gordura. Dispensa qualquer recheio, e me caiu muito bem pro café da manhã. Só o fundo que estava um pouco queimadinho.

Mas eu recomendo. O croissant. Pra você comprar lá e ir comer em outro lugar.
Por quê? Porque o gênio que projetou o espaço da boulangerie colocou o forno praticamente dentro do salão com as mesas, tendo nada além de um vidro separando um ambiente do outro. Eu já entrei lá três vezes, e nas três o espaço estava abafado (oi, funcionários, conheçam a Insalubridade, minha amiga que deveria estar no holerite de vocês). Daqui pra frente vai esquentar bastante. Imagino quantos clientes eles vão deixar de ter. De resto, vale a pena economizar alguns salários para experimentar uma coisa ou outra entre os pães (porque os doces eu já experimentei, e são BEM qualquer coisa).

Croissant
R$4,90
Bonheur de Pains
Alameda Santos, 551 - São Paulo - SP
Photobucket

PS: Concordou comigo no que eu disse sobre a gourmetização de tudo? Dá uma olhada no tumblr Gourmetização da Vida! Tem até cupcake do Romero Britto, olha só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário